04/10/2016

Dia Mundial do Animal


A Bitcão me convidou para falar mais sobre meus animaizinhos de estimação aqui no blog em decorrência do Dia Mundial do Animal! Desde pequena, meus pais sempre permitiram bichos de estimação na nossa casa. Já tive gatos, alguns cachorros, peixinhos, dois hamsters e até mesmo uma tartaruga. Sempre tive muito cuidado com os animais e eu sempre os enxerguei como verdadeiros amigos e não uma espécie de "complemento" para a rotina de nossas vidas. 

Há dez anos atrás minha mãe resolveu que era hora de a gente ter um pinscher, então surgiu aqui em casa a Isabel. Vocês jamais conhecerão um cachorro com uma personalidade tão definida como a Bel - como chamamos ela carinhosamente. Ela tem sua rotina e suas manias e eu acho muito engraçado ver ela se comportando como um ser humano aqui em casa: ela assiste Netflix comigo e fica super brava quando digo que é hora de ir para a casinha dela. A Bel não toma banho em pet, pois ela costuma se estressar muito, então isso acontece aqui em casa e é só minha mãe aparecer com a toalha de banho dela para ela começar a rosnar e tentar se esconder, mas é só falar a palavra "bifinho" que ela aparece em dois segundos. 


Pois então, bifinho são os biscoitinhos ou tirinhas de carne para cachorro, a Bel ama isso. Ela até aprendeu alguns truques para ganhar um pedaço dessas guloseimas caninas: é só dizer "dá uma voltinha" que ela fica de pé apenas nas patas traseiras e começa a rodar! É a coisa mais fofa do mundo!

Há 10 meses a Bel virou mamãe da Lentinha. Sim, isso mesmo. Essa pinscher abaixo chama Lentilha! Eu mesma escolhi esse nome por dois motivos: eu amo lentilha e ela tem a cor do grão! A Tilha é tão inteligente quanto a mãe, mas só para algumas coisas. Ela aprendeu a dar a mesma voltinha que a Bel sob as patas traseiras, mas ela é muito pequena, então é toda atrapalhada para fazer tal! Ela tenta muito, mas não consegue subir na cama e nem no sofá aqui de casa! É hilário ver ela desesperada para subir e não conseguir por ser super pequena mesmo! 


Enfim, contei um pouco mais sobre essas duas catiorinhas fofas que são grandes amores da minha vida, mas a ideia principal desse post é lembra-los de que hoje, dia 04 de outubro é o Dia Mundial do Animal. Essa data foi escolhida lá em 1931 justamente por ser o dia de São Francisco de Assisconsiderado o padroeiro dos animais. 

É uma pena que o que eu vou falar agora não é uma coisa positiva, mas é muito necessário saber tal fato: de acordo com a Organização Mundial de Saúde, há cerca de 30 milhões de animais abandonados no Brasil. Destes, 20 milhões são cachorros, enquanto 10 milhões são gatos. Apenas uma cadela não castrada e seus filhotes podem gerar até 67 mil outros animais em um intervalo de seis anos. Uma gata não castrada e seus filhotes poderiam gerar outros 370 mil animais em situação de risco. Os números são absurdamente grandes e cortam o coração de todas as pessoas - sim, de todas as pessoas, pois quem não respeita e se sensibiliza com a condição de vida de um cachorro abandonado, definitivamente não merece ser reconhecido como pessoa.  

Segundo o Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, FNPDA, a solução para o problema passa pela criação e acionamento de programas de controle populacional dos bichinhos, com a castração e disseminação de conceitos de guarda responsável, e é claro que a gente sempre pode fazer a nossa parte! 
Se você está em busca de um animalzinho companheiro, adote ou resgate! Como já informei anteriormente, o número de animais nas ruas é uma realidade cruel que precisa mudar. Independente da raça - ou da falta de uma - um animal sempre lhe dará mais amor do que você para ele. Ele te amará incondicionalmente mesmo quando você estiver bravo com ele, porque comeu seu dinheiro, seu batom, destruiu seu sofá. Ele sempre pedirá carinho, pedira um colo e uns beijinhos. 

Outra informação importante é que se você conhece algum caso de maus tratos vá à delegacia de polícia mais próxima para criar um Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente. A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.

Caso não seja possível fazer um BO ou se sentir desprotegido ao fazer tal, entre em contato com uma ONG protetora dos animais da sua cidade, eles poderão lhe ajudar de outras formas! O abandono de um animal é um ato cruel e degradante, demonstração clara, de falta de caráter e incapacidade para assumir compromissos, e caracteriza-se, SIM, como um crime.

Lembre-se que essa causa transcende as fronteiras da nacionalidade, religião ou ideologia. Preze a proteção de todos os animais, domésticos ou selvagens, os que que vivem em cativeiro, em laboratórios, zoológicos ou fazendas industriais. O Dia Mundial dos Animais é um movimento planetário pelo bem-estar e elevação do status dos animais, visando à melhoria dos seus padrões de vida em todo o mundo. De uma maneira ou de outra, comemorar o Dia Mundial dos Animais é interceder por eles, seres vivos que não têm voz própria para reivindicar seu bem-estar. 

Me contem aí nos comentários sobre os animais de vocês, estou curiosa para saber! Tenham uma ótima semana e até mais!

comentários pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário