29/09/2016

Coisas que você talvez não imagine sobre blogueiras


Nunca estive tão decepcionada com as "colegas" de profissão, como ando nos últimos dias. Sei lá, é uma mistura de tristeza, de pena e de ironia, mas o que eu vou contar abaixo para vocês, é a mais pura verdade que eu vi com meus próprios olhos, ou que ouvi de pessoas que eu confio muito. Não estou criando polêmica, não quero que vocês tentem imaginar de quem eu estou falando, mas quero sim mostrar para vocês o quão falso e mentiroso pode ser o mundo das redes sociais. 

"Compro roupa, fotografo e troco por outras"


Fiquei de boca aberta quando uma colega de faculdade, que trabalha na Zara, me contou que uma das blogueiras mais "fodonas" do Rio Grande do Sul vai na Zara, gasta uma graninha comprando algumas peças e em uma semana manda o namorado voltar lá para trocar tudo. Exatamente, é isso mesmo que você entendeu. A menine compra uma roupa lá de vez em quando, fotografa, posta no Instagram e passa como "a glamourosa", volta na loja e troca tudo por outras peças diferentes para fotografar mais uma vez e novamente formar aquele esteriótipo de blogueira phyna nas redes sociais. 
Minha colega ainda disse que eles sempre embalam as coisas para presente, o que gera o ticket de troca na Zara. Fico imaginando a cara das atendentes da loja, vendo toda a semana o mesmo boy indo lá trocar um bocado de peças. 

Compra de seguidores

Números, números e mais números! É só disso que elas querem saber. Sim, ELAS, pois eu já notei algumas mudanças muito "bruscas" no número de seguidores de umas meninas que aconteceram da noite para o dia, literalmente. Num dia ela tem 10 mil e no outro aparece com 25 mil seguidores no Instagram. O problema, é que essas menines não pensam que o que importa não é a quantidade, e sim a qualidade. Aliás, eu acho que elas não pensam de uma forma geral, por que esses seguidores são contas fantasma, ou seja, não geram like, não geram comentários, não geram nada! Engajamento zero! Além delas mentirem para si mesmas e para seus seguidores, elas mentem para as marcas que entram em contato para trabalhar com elas. A marca, obviamente, está interessada na visibilidade que você pode oferecer, porém com um bando de seguidores que não existem, como você pode se achar capaz de fazer isso? E gente, não pensem que essas meninas não fecham parcerias, por que elas fecham sim, e em sua grande maioria é publieditorial - aquele que você recebe para fazer. 

Grupos de comentários

Outro absurdo em que já me meteram no meio foi grupo de comentários. Esse é outra grande mentira das redes sociais. Imaginem um grupo no WhatsApp ou no próprio Instagram, onde as menine mandam as fotos que elas querem, para que as outras menine comentem e deem like na foto. Sim, nesse nível mesmo. 
Sabe aquelas fotos com poucos likes e um número absurdo de comentários? Tira 2 minutos do seu tempo e vá ler o que eles dizem: "linda", "top", "adorei", "amei", "gata", "insira aqui uma porção de emojis". Todos os comentários são curtos, sem uma interação entre o seguidor e a Instagrammer, por que são comentários "falsos" para somar número! APENAS. 
E não me venham com "aahhh, mas é para se ajudar, a gente só comenta por que é verdade mesmo, tava linda na foto" que é mentira isso, querida. Comentam por que se não fizerem isso, são excluídas do grupo e perdem os 140 comentários falsos na sua própria foto. 

Cobrar valor abusivo

Se seu trabalho for único, exclusivo, criativo, diferenciado, isso aqui não é para você. Mas se você fizer exatamente o que outras tantas blogueiras fazem, e se achar no direito de cobrar R$500,00 uma postagem no Instagram, sendo que você tem 18 mil seguidores, meu amor, acorda! Em sua grande maioria, os donos de marcas "pequenas" que resolvem anunciar com Instagrammers pequenas, são pessoas que estão ali, batalhando para manter sua marca ativa no mercado e eles normalmente não tem muita grana para fazer isso. Então sim, eu como blogueira, acho injusto ver outra blogger passando valores absurdos para empresários que estão ali na boa vontade para fechar uma parceria. 
É claro que sempre tem o outro lado da moeda, tem sim a marca que não quer pagar, que acha injusto você cobrar transporte para um evento que é lá no fim do mundo, que tenta pedir desconto, post extra e tudo mais. Entretanto, tem muita marca boa, que dá atenção, muito carinho e respeito para blogger, e é dessas empresas que eu estou falando. 

Se você ainda não entendeu a situação, deixa eu te explicar dessa forma: tem dois pacotes de biscoito no mercado, as embalagens podem ser diferentes, mas ambas são lindas, entretanto, um custa R$500,00 e o outro R$250,00. O problema, é que o conteúdo desses biscoitos é exatamente o mesmo. Você acha certo pagar o dobro do valor sem ter nenhum motivo em especial?

Persona e Pessoa

Persona, no uso coloquial, é um papel social ou personagem vivido por um ator. Já uma pessoa, bom, isso vocês sabem, é um ser humano real.  desfiz amizades por isso. Já me decepcionei com muitas blogueiras por causa disso. É querida, fofa, simpática, engraçada nos vídeos, mas pessoalmente é uma outra pessoa completamente diferente. Grava Snaps contando piadas e situações divertidas, mas pessoalmente tem vergonha até de dizer "oi" para a sua própria seguidora, que tá lá, diariamente contanto views para seus Instastories. Ou na pior das hipóteses, ignora as pessoas, por que tem o ego extremamente inflado pelo "sucesso" nas redes sociais. TO CANSADA DESSE TIPO DE GENTE. Cansada! A maioria dos "encontros de blogueiras" parecem lindos e divertidos nas redes sociais, pois rola foto, vídeo, é tudo risadas e diversão, mas na realidade é um monte de gente tentando ter seu Instagram divulgado no Snap da colega. 
Aliás, não é só nesse tipo de situação. Recentemente fiquei sabendo de vários comentários sobre uma ação aí que participei (não vou esclarecer ou falar sobre o que é, pois não estou aqui para dar nomes), entre eu e mais uma blogueira. Recebi feedback da marca e das pessoas que acompanharam a ação dizendo que claramente dava para perceber quem era a blogueira e quem era a atriz nas redes sociais. Quem fazia por amor e quem fazia por dinheiro ou status. Felizmente eu era a blogueira e quem fazia por amor. 

Tem exceções? Óbvio. Conheço meninas incríveis pessoalmente que são exatamente iguais nas redes sociais. 


Pagou de burra

Essa aqui é complicada, gente. A menine foi dar palestra para o curso de moda de uma universidade, acho que isso faz mais de um ano inclusive, mas ainda rolam comentários sobre o ocorrido, e ela só falou coisas sem sentido. Gente, a galera do curso de moda é extremamente crítica, o pessoal, em sua grande maioria, tem muito conteúdo, muita opinião e debate muito sobre tudo que é tipo de assunto, aí vai a blogueira de "moda" que não entendia nada de moda! Ela até sabia o que era tendência, "in" e "out", mas o mico foi tão grande, que até os professores tentaram ajudar a coitada a sair melhor na situação, só que mesmo assim, não deu certo! Ela continuou falando absurdos até a hora do "é isso, muito obrigada, agora vamos fazer uma selfie para minhas redes sociais". 
Gente, se você produz conteúdo, você precisa ter conteúdo. Você precisa pesquisar, você precisa saber! Se você quer falar sobre moda, tem que sim estudar muito, aprender muito, para então produzir conteúdo de qualidade.

Bom, espero que de alguma forma eu tenha aberto os olhos de alguns de vocês sobre o que acontece em uma parte do mundo dos bloggers, mas quero reforçar a ideia de que isso não é regra, isso não acontece em todos os lugares e nem todas as meninas são assim. Eu fiz amizades incríveis com blogueiras que são as melhores pessoas do mundo que conheço. Elas são um poço de criatividade e alegria e eu realmente sou grata por elas estarem na minha vida. 
A intenção desse post é fazer vocês pensarem duas vezes antes de seguir uma "mentira" nas redes sociais. Sejam críticos, sejam minuciosos e não sejam enganados. 

comentários pelo facebook:

25 comentários:

  1. Hahaah interessante, porque sempre vejo coisas do tipo também! Eu já vi muitas blogueiras por aí aumentarem seguidores da noite pro dia.. até pq trabalhava com mídia social, e meu trampo era entrar em contato com as bloggers. Se descobre horrores depois que adentra a este mundo. Triste, porém verdade. Agora, como blogueira iniciante, eu estou trabalhando para sempre trazer um conteúdo, adoro escrever. E gente, sempre que tem um comentário no meu blog, eu fico eufórica! Adoro essa experiência de "alguém leu o que escrevi!" hahahaha Quem sabe um dia vem um reconhecimento né!? Hahaha Aliás, o importante é blogar, e além de tudo, gostar de compartilhar as experiências, né não!? Ótimo texto Mari! Bjão!

    ResponderExcluir
  2. Post mais sincero que esse desmascarando muitas bloguetes não há!
    O Pior é que isso não acontece especificamente com blogueiras, mas como estamos na interwebs é isso o que há. Por isso faço quase um dossie de quando me simpatizo com alguma menine da interwebs pra não me arrepender depois, é tanta ilusão que a gente se perde.

    Na minha cidade acontece MUITO das ~top~ das baladas pegarem roupa no condicional, usarem e depois devolver pra loja na maior cara de pau. Isso que é interior.
    Esse negócio de colocarem blogueira pra dar palestra eu torço o nariz, a pessoa tem que ter uma experiencia no assunto pelo menos, não adianta você gostar você tem que SABER DE VERDADE. O pior é que dá pra ver q a bloguete não fez o minimo de esforço pra dar uma estudadinha. :~~~
    Amei o post super #reallife.
    Beijos

    www.brainstorms.me

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marieli! Nossa, seu post teve timming perfeito com esse outro do Petiscos!

    http://juliapetit.com.br/moda/vogue-faz-critica-de-blogueiros-de-moda-mas-acaba-sendo-hipocrita-em-seus-pontos-de-vista

    E olha que não são apenas as pequenas que fazem isso não! A meu ver, como profissional do mercado de moda é preciso que as blogueiras se especializem em algo. Muita gente achou ridículo a oferta de um curso superior voltado para essa carreira mas é bem por aí mesmo! Imagina você criar conteúdo e querer se inserir em um mercado sem ter o mínimo de noção e referências. São poucas as que buscam crescer nesse sentido e sair da esfera de apenas cliques e alimentar o sonho de que é uma vida perfeita, de glamour, presentes e facilidade. As marcas também tem que perceber isso, muitas idealizam que é só mandar presente para A ou B que no dia seguinte os lucros serão astronômicos, assim sem parcerias e planejamento. Números não significam nada se observados separadamente. É preciso profissionalismo, capacitação e encarar com mais seriedade que ser blogueira é sim um trabalho e com ele surgem responsabilidades.

    ResponderExcluir
  4. EU TO CHOCADA COM ESSA DA ZARA! Tbm fiquei de cara com a da palestra, concordo com vc, inclusive morro de medo de algum dia dar uma informação errada no meu blog ou canal mesmo estudando/conhecendo o assunto.

    Beijão, tu é uma das minhas blogueiras preferidas! <3

    ResponderExcluir
  5. Realmente li isso como um desabafo... deve ser difícil lutar nessa profissão, que tem que ser cada vez mais reconhecida, e ver pessoas transformando tudo em palhaçada.
    Agora com a ideia de criar blog estou cada vez mais crítica com blogueiras, não quero estereótipos de pessoas ricas e 24h felizes, mas sim ver futuras colegas, que me inspirem, sejam humildes.

    Beijus Mari :)

    ResponderExcluir
  6. Eu AMO treta, eu AMO treta simplesmente por amar treta! P-A-R-O HAHAHA pois vamos ao comentário!
    Cara não é surpresa nenhuma ser desculpe o termo "escrota" como essa blogger Zara, e o namorido indo toda semana trocar a roupa da mina lá na loja, porque toda menina quer ser blogueira hoje, mas acha na concepção dela precisa ter toda a semana uma roupa nova e de marca para postar!
    Já deixei de seguir várias que na boa num fazem diferença alguma na minha vida, pois na boa isso é passageiro, quem faz por amor até some (tipo eu) mas volta, ou sente tanta preguiça de tanta porcaria que tem e não quer mais estar nesse meio, já vi muitas bloggers/youtubers que acompanhava assim gente infelizmente os bons são poucos.
    É preciso de fato saber do que está falando, se não sabe e quer postar e falar pro mundo sobre aquilo, deixa claro que não domina aquilo, ou simplesmente corre atrás quem sabe vai dominar sobre e até aquilo que você se encontra, já fiz post assim e simplesmente esclareça!

    Enfim ótimo post uma salma de palmas pra ti, e eu quero ver a treta hahahaha

    Beijos da Cih <3
    Nem Rock Nem Roll

    ResponderExcluir
  7. Eu juro que não sei como te amar mais, moça! É tão complicado porque eu amo escrever e sempre me sinto menosprezada pelas blogueiras maiores e assim como você eu não tenho essa coisa de "minha nossa é a deusa, fulana de tal", eu vejo como uma pessoa normal e cada vez que sou ignorada ou menosprezada porque meu blog é pequenininho ou qualquer coisa assim eu fico ainda mais seletiva. Por isso eu amo teu blog e amo a Ste Noelle. Palmas e muitas palmas - e te acompanho tempo o suficiente pra você saber que eu tenho uma admiração tremenda pelo seu trabalho e teu jeito de ser.
    E ah, quando vier pra SP só vale encontrinho se for cheio de mana legal, viu? Sucesso, Mari ♥
    www.queridaasquini.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu te acompanho faz uns dois anos e tu foi uma das poucas pessoas de blog ~de moda~ (que não é só moda né) que me fez voltar a consumir esse tipo de conteúdo. Eu cansei das poses forçadas, das viagens ostentadas pra virar plano de fundo de look, mendigar brusinha, enfim, tô sempre falando prazamiga isso mesmo que tu contou, que é tudo comprado, armado, um teatro. De três anos pra cá todo mundo quer ser blogueiro/youtuber exclusivamente pra ganhar presente, tipo ??????? e aqui no RS parece que é pior, que são poucas marcas daqui que pegam blogueiros, daí vira guerra de egos regional né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiiim! Tem blogueiras de moda aqui pelo RS que moram na mesma cidade do interior e se odeiam! Sendo que deveriam mais é se apoiar, crescer juntas. A briga de ego de bloggers aqui em RS é seríssima, cada uma sendo mais parecida que a outra e o insistindo que não são iguais!

      Excluir
  9. Meu, não precisa nem ser gênio pra perceber que tem gente que se aproveita das situações e vende uma coisa que não é. O blog e a persona se tornam um produto e tem que ser muito ninja pra máscara não cair de uma fashion week pra outra. Acho que autenticidade e noção levam muito mais longe do que qualquer outra estratégia. :*

    ResponderExcluir
  10. Ótimo post, já tinha ouvido falar tanto sobre isso, sempre gostei dos teus posts e passei a te seguir depois que soube que também era do RS. É muito legal saber que uma das minhas atuais blogueiras que sigo mora aqui no RS, muito mais sucesso, e que tu continue crescendo cada vez mais...

    ResponderExcluir
  11. nossa tou chocada com um monte de coisas desse post, principalmente a louca que troca as roupas, cara que louca. Ainda bem que voce se mostra diferente, pois não quero parar de gostar de você. rs beijos

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Mari, que texto maravilhoso! Refletiu muita coisa do que eu sinto e penso. Várias histórias aí eu já acompanhei e conheço a realidade. Blogueiras que acham que falar sobre moda é fazer post das roupas que "compraram" na Zara. E na época que eu seguia umas, eu sempre me perguntava assistindo os snaps delas em viagens: "Caramba, essa mina não vai largar o celular e aproveitar o lugar maravilhoso que está? Ou é só pra fazer foto e ostentar mesmo?" Sobre comprar seguidores: um dia segui a "blogger" e no outro dia fui olhar o insta pra acessar o site, e juro que foi de 20000 e poucos pra mais de 40000. Por um momento achei que eu estava louca, mas na hora que eu abri a primeira foto vi umas pessoas comentando o acontecido. Nem preciso dizer que os comentários não duraram o tempo de eu olhar outra foto... É foda ver isso, porque o público só quer autenticidade e realidade. Isso que eu nem vou comentar das Blogueiras com "maquiagens acessíveis" que pra fazer algo simples custa uns 800 de produtos.

    Beijo e continue sendo assim, Mari! Sincera e verdadeira!

    ResponderExcluir
  14. Ma, é realmente terrível lembrar que existem esses tipos de máscaras pela rede, pelo país e pelo mundo. É necessário que busquemos criticar construtivamente, necessário que abramos olhos em mãos dadas para valorizações de trabalhos sérios e dedicados, honestos e justos. É, de fato, importante que possamos futucar esses quesitos e berrar que existem pessoas aí que merecem mais valorização, que o que deve ser prezado não são os números, mas as interações, a humildade, a verdade, as comprovações. Mas é bacana também lembrar o quanto as blogueiras não se resumem a isso (sei que citou o fato de que esses tópicos não se encaixam para todas, mas é bom enfatizar) e o quanto as blogueiras não se resumem: 1- somente a blogueiras de moda e 2- somente a blogueiras (mulheres). É preciso, além desses fatores já citados, que possamos quebrar esses paradigmas que acabam alimentando estereótipos. Adorei a sua listagem e compreendi a intenção de alertar, apenas acrescentaria essas linhas e entrelinhas mais cuidadosas no discurso.

    www.semquases.com

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari! Tenho blog e sou formada em Moda, mas depois de perceber tudo isso que você citou acima, parei de bloggar frequentemente. As vezes você faz tudo com amor, estuda pra isso, quer passar as informações corretas para seus amigos/seguidores e vem alguém que não sabe absolutamente NADA sobre o assunto e tem milhões de seguidores etc etc etc. E o pior, ainda faz com que te ''comparem'' com esse tipo de blogueira. Sinceramente, é triste ver onde tudo isso foi parar. As vezes parece que as pessoas não dão mais valor ao nosso trabalho, que trabalhar com moda é só ser blogueira. Cansada apenas. Mas enfim, ótimo texto, adorei. Parabéns pelo seu blog. Beijos!

      obs: apaguei o comentário anterior porque achei um erro de português hahaha sorry.

      Excluir
  16. Amei o post.

    http://www.blogsecretplace.com/

    ResponderExcluir
  17. Eita, eu tô é passada! Não sabia dessas de ir na Zara comprar e trocar, gente, cúmulo, né? Não sei nem como reagir, é engraçado ou é deprimente?
    Compra de seguidores eu já sabia que acontecia, lamentável, mas acho que no caso o tiro sai pela culatra. A pessoa acha que isso vai fazer dela melhor mas quando o povo descobre ela perde a dignidade, hahaah
    Adorei, beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  18. Sou além de designer de moda, sou também técnica em vestuário e quero agradecer pelo seu texto maravilhoso e verdadeiro. Estou no blogsfera a anos e são poucas as pessoas que falam esses tipos de verdades. Espero que suas vitórias sejam valiosas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Nesses meus dois anos na blogosfera já vi de um tudo e me mantenho afastada de gente como essas menine que você citou. Tem muita bloguete querendo (e conseguindo) passar a imagem de phyna ou bem relacionada pra iludir geral.

    ResponderExcluir
  20. Pra mim loja que me oferece roupa ou qualquer outro item usado por "blogueiras" kkk compro so se for a preço de brechó! aí mais foi só pra tirar foto tá bom! Não entendo este marketing manda belos presentes e brindes até mesmo roupas pras pseudo bloggers, que vivem na permuta nas mesmas e aí os clientes pagantes que consomem na loja recebe um watts venham conferir nova coleção ou reinauguração da nossa loja aí chego me recontorço de vontade de mandar um se toca . Sem falar nas pexinxa mendigando preços baixos em
    Salões pra viverem produzidas, afetando uma classe de trabalhadores honestos com seus Pits,

    ResponderExcluir
  21. E parabéns pelo texto 👊🏼

    ResponderExcluir