08/10/2013

Sobre destino

Se ela tivesse pagado o café antes de tomá-lo isso não teria acontecido. Se ele tivesse ido pra casa do amigo na outra esquina isso não teria acontecido.


Logo cedo pela manhã ela acordou com os olhos meio cerrados, preguiça digna de não ir a lugar nenhum.
Matou a aula chata de Sociologia Geral, afinal de contas, ninguém num dia daqueles merecia estar indo pra aula tão cedo, tendo que pegar um ônibus lotado e andar três quadras de ruas cheias de lixo pra ouvir falar da
s "teorias sociológicas na compreensão do presente". Quando se levanta da cama, vem aquela tontura matinal, joelhada no criado mudo, caiu algo no chão, o fim da lente esquerda do óculos de grau ajustado a duas semanas atrás. Droga, rachou. Uma manhã inteira na frente da TV assistindo a tudo aquilo que não é necessário pra nossa vida, somando programas de "como arrumar suas malas para as férias" e "como dobrar lençóis com elástico". Passadas ás 11:48h da manhã a barriga começa a fazer barulhos estranho, começa a apertar, tá na hora de comer algo. Não tem nada que sirva de almoço nesse apê, ela vai sair pra comer. Se ela tivesse ido ao mercado ontem pela tarde provavelmente não iria comer fora e isso não teria acontecido. O café fica logo na esquina, ela vai até lá caminhando com o chinelo de dedo com estampa floral e um livro qualquer que foi pego caso ela resolvesse tomar um café depois de almoçar. Como sempre está lotado, só sobra a mesa que fica bem no centro. Mas é normal a gente não gostar de sentar na mesa que fica bem no centro do lugar, o ser humano tem essa coisa de não querer ser observado enquanto come. Instinto. Quando ela puxa a cadeira e senta, a mesa do cantinho libera, mas já que estava sentada ali, pensou que iria chamar mais atenção indo até lá do que se ficasse onde estava, afinal, ninguém quer ver alguém perambulando no restaurante ás 12:19h com shorts, blusa dos Ramones e chinelo de dedo floral. Ficou sentada, pediu o cardápio, fez o pedido. Suco de abacaxi com hortelã e rondelli de frango. Terminou a refeição e pediu um café, tudo estava ruim mesmo, o café ajudaria a melhorar. Dois minutos a mais para ela se levantar da mesa para ir pagar e ele não esbarraria nela. Uma escolha errada de título para ela ler enquanto toma café e ele não falaria que já leu esse livro e que é bom demais. Ela não convidaria ele para sentar se as pessoas não estivessem olhando fixamente para ela e fazendo-a sentir-se com vergonha ou se ele não tivesse cortado o cabelo semana passada. Ela achava que caras de cabelo comprido eram idiotas. Maior atenção ao levantar pela manha não a faria rachar a lente esquerda do óculos e ela não estaria piscando sem parar. Ele não acharia que ela estava flertando com ele. Não se encorajaria pra pedir o número, o e-mail, o facebook. Se não fosse a preguiça de procurar outra bolsa pela manhã, ele não repararia que a bolsa surrada dela é cheia de bótons das bandas preferidas dele. Eles têm muito em comum, ele pensou. Ela notou a blusa de banda dele e aprovou mentalmente. Coldplay. Ele comprou seis meses atrás e ela estava pensando "Meu Deus, chinelo de dedo floral não!". Nem era a banda preferida dele. Mas tinha que usar alguma hora. Ele a olhou de perto e ela piscou de novo pra ele. Tá tão na sua, cara! Combinaram de se encontrar às 18h no cinema. Se não fosse o atraso dela, eles nunca iam perder a sessão, nunca teriam outro encontro porque no cinema ele ficaria sem reação e ela acharia ele um bobo. Nunca iriam pra praça à duas quadras de lá e ririam até doer o estômago porque ele tinha se sujado todo com o molho de cachorro quente. Ela limpou o canto da boca dele com o guardanapo dela enquanto ele a olhava fixamente. 1, 2, 3. Estava apaixonado pelas sardas e pelos olhos verdes e grandes dela. Na volta pra casa ele lhe emprestou o casaco e passou o braço ao redor dela depois de ter contado uma piada sem graça. 1, 2, 3. Ela também estava apaixonada. Chamem isso do que quiser. Minha palavra preferida é: destino.

comentários pelo facebook:

1 comentários:

  1. que fofo!!! até da pra chorar lendo esse, hhihihi

    ResponderExcluir