17/10/2013

Para ir bem no ENEM


Oi gente! Essa semana trouxe uma proposta diferente ao blog justamente por causa do ENEM 2013.
Para quem não sabe, eu já terminei meu ensino médio e hoje curso Fármacia, na Universidade Feevale em Novo Hamburgo, e, digamos de passagem, que o ENEM foi muito importante para mim quando eu o fiz. 
O post de hoje, é dedicado aos estudantes de plantão precisando de umas dicas pra ir bem nesse exame, que na verdade, não é muito difícil, mas exige conhecimentos gerais e SIM, muita leitura.
  
1- Leia. Sim, muita leitura, desde de jornais, revistas, blogs, livros em geral. Todo conhecimento não é exagero, é necessário! E quando estiver fazendo as questões na prova, preste ATENÇÃO! Leia atentamente o enunciado e as opções de resposta, quando eu fico em duvida acabo usando o melhor método de todos! O método da Eliminação. E pra facilitar, quando você sabe que uma alternativa não esta correta, risque-a com o lápis, assim a gente tem uma ilusão de que fica mais fácil.

2- Responda a todas as questões. Não deixe nenhuma delas em branco, mesmo que não tenha a mínima ideia da resposta. Não responder à questão equivale a escolher a resposta incorreta. Mas se você adivinhar a resposta, há pelo menos a possibilidade de ter adivinhado corretamente. Os corretores da prova não têm como saber se você respondeu à questão corretamente porque sabia a resposta ou porque adivinhou e, para eles, não faz diferença. O que vale é a escolha da alternativa correta. Portanto, preencha uma resposta para todas as questões da prova. Vai na sorte, e vai com fé que dá!

3- Em provas de múltipla escolha como o ENEM, é comum que haja opções como: “Todas as alternativas estão corretas” e “Nenhuma das alternativas está correta” (eu odeio essas). Se você tem certeza de que uma delas é correta, evidentemente não escolherá a resposta “Nenhuma das alternativas está correta”. Se tem certeza de que uma das alternativas é incorreta, tampouco escolherá a alternativa “Todas as alternativas estão corretas”. Essa dica parece óbvia, mas, frequentemente, esse tipo de pergunta confunde o aluno, em especial se ele estiver nervoso durante o exame. Então, ai vai uma coisa essencial: NÃO FIQUE NERVOSO. É o ENEM, e não o fim do mundo. (repetir isso faz você ficar melhor, banalizar às vezes faz a gente ficar menos nervoso)

4- Em muitos casos, a alternativa correta é a mais longa – a que traz mais informação. Se você não tem ideia da resposta e não consegue eliminar nenhuma das alternativas, escolha a mais longa. Eu já fiz isso várias vezes, e funciona mesmo! Mas só se você NÃO FAZ IDEIA da resposta correta, ok?

5- Muitos alunos se preocupam quando notam que há um padrão nas alternativas que escolheram. Por exemplo, muitas de suas respostas são a alternativa b. Outra possibilidade: as alternativas seguem um padrão como: a, b, a, b, a, b. Ao responder às questões, não se preocupe com coisas assim. Concentre-se em fazer uma boa prova. O importante é procurar a alternativa correta, e não se preocupar com padrões de respostas. Raramente um exame é feito com uma distribuição estatística igual entre as respostas. É possível que muitas das alternativas corretas sejam a mesma letra. E não cometa o deslize de ir nessa onde de achar que b, b, b, b está incorreto e marcar diferente no cartão de respostas.

6- Quando uma pergunta, principalmente na área de Humanas, inclui alternativas com termos muito absolutos – “sempre” ou “nunca” – é provável que sejam incorretas. Geralmente são as alternativas que contêm palavras como “geralmente” ou “na maioria dos casos” que são as corretas. O motivo disso é que, com exceção de uma Ciência Exata como Matemática, afirmar que algo é sempre verdadeiro dá margem a que a questão seja contestada e, possivelmente, anulada.

7- Palavras como “sempre” e “nunca” geralmente indicam que a resposta é falsa. Por exemplo: Verdadeiro ou Falso: No Brasil, nunca neva. A alternativa não pode ser “Verdadeiro”, pois apesar de ser um evento raro, já nevou no Brasil, tanto que aqui no RS nevou faz alguns meses.


8- Sobre a redação: Examine o assunto, pense em tudo o que você sabe sobre ele. Respire fundo. Eu tirei 8 na minha redação, então confie no que eu estou falando! Para ir bem na redação, você precisa reunir o maior número de informações que você sabe sobre o assunto, junte elas no rascunho e utilize termos conectivos (eles salvam vidas!): termos como "portanto", "então", "além disso" e "desse modo", quando bem utilizados garantem a fluidez necessária. E, galera, o último paragrafo serve para apresentar uma solução ao problema/assunto que você escreveu sobre, conforme o tema proposto. Então sejam criativos e não cansativos. Pensem no que fazer sobre, e que pelo amor de Deus, seja uma coisa socialmente viável.  Tente nunca utilizar a palavra "EU". Pense que você esta escrevendo para um jornal, e a opinião que vocês esta propondo não é apenas sua, é de muitas pessoas. E pra lembrar, vale a pena recorrer a meios de pesquisa de como fazer uma redação dissertativa-argumentativa (o tipo da redação do ENEM) no google. Ajuda muito. Ler BOAS redações do ENEM de outros anos também.

9- Leve umas barrinhas de cereal, água, e não esqueça de canetas! Leve pelo menos 2 canetas, lápis, borracha e pense 2 vezes na roupa que você vai usar, sério isso gente, pensem em ir primeiramente confortáveis, por que a prova é um pouco cansativa, nada de desfile de moda . E por este motivo, nada de ir dormir de madrugada nos dias antecedentes à prova (pareço minha mãe falando agora).

10- Se você ainda esta meio perdido sobre onde fazer a prova, o que levar, que hora chegar acesse o site do Inep com as informações sobre o ENEM: CLICANDO AQUI.

Boa Sorte!




comentários pelo facebook:

2 comentários:

  1. Interessante, eu vou fazer o ENEM esse ano. Espero que as dicas me ajudem mesmo por que eu to ultra power nervosa pra prova auhsuahs fico direto com essas paranoias na cabeça!!! Vlw, abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calma Michele, vai dar tudo certo! hehhe Beijão!

      Excluir