28/09/2013

Sobre ser e precisar


 Acordei hoje com esse sorriso errado. E esse sono incontrolável. Acordei me questionando, e me julgando por comer e reclamar de estar gorda. Sou indecisa. Sou cansativa. Sou maçante. Sou sonhadora. Sou realmente chata. Realmente compulsiva. Não penso duas vezes se acho que minha atitude será certa. Sou boba. Sou chorona. Sou apaixonada. Sou indescritível. Sou eu. Sou quem eu preciso e deveria ser. Não consigo superar minhas lutas diárias. Não consigo esquecer meus fracassos. Não consigo pensar na roupa que usar, e nem no perfume para passar. Mas sabe, por hoje bastava um pijama e uma pantufa, você do meu lado e muitas séries na tv.  Não preciso de muito. Porque eu não quero precisar. Preciso de coisas bobas, pequenas, chatas. Coisas sem sentindo, coisas sem graça. Coisas de apaixonados. Preciso de carinho. Preciso de abraço. Preciso de um colo. De um cafuné. De uma rotina nova. De uma que envolva você. De uma manhã chata de sábado ao seu lado. Do som da minha risada junto com a tua. De minhas mãos entrelaçadas na sua. De uma piada boba. De um bom dia seu. Preciso hoje apenas da sensação boa de final de semana, do barulho da chuva caindo lá fora e o aconchego de um agasalho.

comentários pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário