21/07/2017

Café e gente só sentimentos


Aprendi que quem nasce só sentimentos nunca conseguirá ser leve, meio termo, café com leite. Nem dará certo com gente assim. Quem nasce só sentimentos, na verdade, tende a ser solitário. Ama demais e se entrega demais, é lei. No fim da noite sempre vai correr para o canto do quarto querendo entender o sentido de tudo ou sofrendo demais por tudo. Gente que sente demais tem a necessidade não assumida por drama. Não é que nunca nada esta bom e também não é que tudo é ruim. Mas quando o momento é bom ele é maravilhoso, e quando está ruim fica terrível, escuro. 


Gente que sente demais sempre espera coisas boas e coisas ruins sem data para chegar, porque é isso que aprenderam desde cedo. Mas entram no barco naufragando, e de repente quando abrem a porta do convés estão no show da banda favorita. Encaram o precipício e pulam sem pensar duas vezes. Porque, no fim de tudo, por mais que se negue, vale a pena. Sentir vale a pena e é um ato de pura coragem. Quando se sente demais, o tombo é maior, a felicidade é quase uma overdose e a tristeza é do tamanho do mundo. Tudo é bonito e triste.



Tudo é sentido dez vezes mais forte e algumas vezes, nem se sabe qual é o sentimento. A dor da felicidade ou a felicidade da dor, por exemplo. Só quem sente verdadeiramente sabe. Entender não é um privilégio pra quem sente, é tudo questão de tato. Dói ser feliz por medo da felicidade acabar e às vezes a tristeza é confortável porque não se tem mais nada a perder. É uma bagunça. Gente que sente tudo à flor da pele é uma bagunça daquelas. São as pessoas mais tristes e mais felizes que se pode ter. São as mais bonitas de se ver também. A dor que se tem quando sente demais é sempre poética. O sorriso de alguém que sente de mais deveria virar obra de arte pintada a óleo sobre madeira de álamo.


Quem sente de mais carrega a emoções o tempo todo. Mas aprendi também que quando se carrega algo tão grande assim dentro de si mesmo, eventualmente você acaba aprendendo a lidar e aceitar toda a confusão, porque muito peso nas costas te ensina a levar a bagagem direito.


Fotos por João Gorri no café Torra Clara

Eu visto: 
| Calça alfaiataria: Alexandre Herchcovitch | Camisa: Pimkie | Jaqueta Jeans: brechó | Oxford vegano: Urban Flowers | Meias: Lupo | 

03/07/2017

Aprendemos com o passar dos (d)anos

 

Nada vai te derrubar mais nessa vida do que dar a melhor parte de você para alguém e isso acabar não sendo suficiente. É a maior verdade, o maior fato, e uma das coisas mais complicadas de encarar. A ordem "natural" das coisas inicialmente nos faz sentir culpados, nos diz que não merecemos nada e a gente se condiciona a acreditar que essa é a realidade. Quem nunca? 




Até que em um não tão belo dia, eu simplesmente acordei e decidi que eu não mais queria me sentir assim. Esse não tão belo dia aconteceu há algum tempo, não tão recente, mas confesso que não foram os 259614896 textos motivadores que eu li que me fizeram acordar e "ops, hoje vai ser diferente". Foram todas as vezes em que eu me olhei no espelho e me perguntei: o que há de errado comigo? Por que eu sou tão impulsiva? Por que eu não consigo ser mais durona? Por que eu arrasto as pessoas para a confusão? E por que elas acabam fugindo quando as coisas finalmente podem ficar claras? 




Não foram as frases inspiradoras que me motivaram, foi o momento em que eu percebi que a resposta para a todas as minhas perguntas jamais viriam de outra pessoa. Todas essas perguntas seriam respondidas apenas e exclusivamente por mim e só as minhas respostas seriam satisfatórias.

Você quer saber qual a resposta para todas elas? É simples: porque eu sou assim
Eu não sou tóxica, eu sou tumultuada. 

Tem gente que não está preparado para lidar com isso e está tudo bem. A vida é feita de etapas e a cada obstáculo vencido, não estamos mais próximos da vitória, e sim do nosso preparamento para o próximo desafio. Ninguém nunca vence, apenas enfrenta mais barreiras. Não é sobre o número de conquistas, é sobre os danos sofridos pelo caminho. 
Não é sobre você ser suficiente, é sobre você ser você. 
Não te falta um pedaço, te falta seguir em frente. 




Perceber que eu precisava descobrir quem eu era acabou se tornando mais importante do que cobrar o tal do amor próprio. Eu troquei a ordem das coisas e isso não me contaram nas frases inspiradoras de "love yourself" do Pinterest. Só consegui ter respeito e amor pela minha pessoa quando eu defini meus objetivos e descobri que o que eu quero estar fazendo daqui a 5 anos: eu quero me sentir tão bem quanto eu me sinto agora mesmo. 
Essa é a minha meta, mas o que eu estarei fazendo para alcançá-la? Muda constantemente e isso é ok, eu nunca soube exatamente para onde estava indo, porém isso nunca me impediu antes.



Seja ambicioso. Termine suas tarefas. 
Faça o bem, viva bem, coma bem. 
Mantenha sua mente saudável e sua cabeça levantada. 
Faça o que você ama e ame o que você faz. 
Você não precisa ser "suficiente", você pode ser você.



No look eu visto: 

| Slip Dress Veludo: Loja Uh Lalah  | Bota Branca: Quiz | Chapéu: Renner | 

Fotos por: Dener Ferreira
 

See you soon!

01/07/2017

MINIMALISMO: o guia do iniciante


Minimalismo não é regras, é mudança. Essa é a única coisa que posso dizer sobre esse estilo de vida que tem transformado a vida de tantas pessoas. Sermos mais conscientes sobre o que consumimos e sentimos tem um grande poder que reduz o stress e nos faz ser mais gratos pela nossa atual realidade. 
Não é sobre a quantidade de dinheiro que você tem ou sobre o quanto mais você pode fazer, mas sim, sobre a quantidade de dinheiro que você não precisa gastar e não percebe. É sobre pensar no que você precisa e no que te faz bem, não no que as pessoas querem que você pense. É sobre entender que ter menos é muito bom, mas querer menos é ainda melhor. 

Clica no play abaixo e confere algumas dicas para iniciar com calma e com alma nesse estilo de vida: 




É isso por hoje. See you soon! 

26/06/2017

Maquiagem Vegana Produzida no Brasil


Consumir menos é um ato que acaba viciando. Na minha vida, esse processo iniciou na parte do vestuário, mas logo em seguida começou a migrar para outras áreas, chegando finalmente na parte da maquiagem e cosméticos em geral. Atualmente, muitas marcas de beleza levantam a bandeira dos cosméticos naturais, orgânicos e veganos. Em um mundo onde tudo é industrializado, artificial e às vezes nocivo à saúde, esses itens surgem como uma alternativa pra quem quer levar uma vida com menos químicos, não só nos hábitos alimentares e de vestuário, mas também na sua rotina diária de higiene e beleza. 

Gostar de maquiagem não pode ser sinônimo de comprar em excesso, principalmente porque acabamos pensando muito em quantidade e não qualidade. Para algumas pessoas se torna prioridade ter a maior quantidade de bases possível e não apenas uma que cumpre com seus objetivos e se mostra positiva para nossa pele. Essa ideia é muitas vezes disseminada por influencers e é muito triste nos descobrir viciados pela compra de pincéis apenas por que acreditamos que esse é um acessório glamouroso na hora de maquiar. Na maioria das vezes a gente nem sabe qual a função do pincel, mas quer ele para aumentar a "coleção" da qual não fazemos uso. As mãos sempre foram nossos pincéis preferidos e a gente não se dá conta disso, por que o mercado faz você acreditar em outra realidade. 

Enfim, viver com menos me fez apreciar mais os produtos que tenho e consumir somente o necessário se ele for de qualidade. É por isso que eu preparei um post falando sobre 3 marcas brasileiras e com produção local que - na grande maioria dos seus produtos - leva o selo de Vegan

 Baims

A ideia de criar a Baims foi uma consequência do estilo de vida adotado por Luisa Baims Albrecht ao se mudar para Frankfurt e do contato que ela teve com dezenas de marcas de maquiagens orgânicas. Apesar de nascer na Alemanha, a marca conta com sua sede no Brasil e possuem o selo de certificação EcoCert, que garante que o produto é livre de químicas nocivas à saúde e está de acordo com a legislação ambiental e trabalhista. Além desse selo, a Baims ainda recebe a certificação da The Vegan Society e da Peta, provando que os produtos são veganos e não testados em animais. 
Os produtos são formulados e produzidos com exclusividade na Itália e então vêm para o Brasil, onde são finalizados. Um fato curioso é que muitos deles são inspirados em best-sellers de grande marcas. O iluminador, por exemplo, foi concebido à luz do famoso “Soft and Gentle” da MAC. Já os corretivos têm como referência do Touche Eclat da Yves Saint Laurent e o pó translúcido se inspira na NARS.

Bioart

Empresa brasileira pioneira quando o assunto é maquiagem e cuidados faciais, com certificados orgânicos, naturais e livres de qualquer ingrediente de origem animal. A Bioart é de Santa Catarina e é lá onde tudo acontece. Argilas, ingredientes minerais e óleos essenciais são os ativos preferidos de Soraia Zonta, fundadora da empresa. A maquiagem da Bioart é daquelas que se você dormir com ela, não vai te envelhecer ou causar danos como as convencionais. Pelo contrário, os ingredientes são tão bons e benéficos quanto os ingredientes de cuidados faciais. Para encontrar os produtos da marca, é só ir no e-commerce oficial ou em alguma das diversas multimarcas online de produtos de beleza naturais e orgânicos.

Instagram | Site 

(Foto: Dona Organica/Reprodução)

Dona Organica

A marca paranaense traz maquiagens orgânicas com uma apresentação incrível - sim, a louca da embalagem aqui continua surtando quando vê um produto bem embalado - e um preço quase inacreditável pela qualidade que ela oferece. Os batons sólidos estão disponíveis em mais de cinco tonalidades e os acabamentos vão do opaco ao cintilante. Como estes não são veganos, a marca trouxe como alternativa batons líquidos livres de ingredientes de origem animal, bem pigmentados e com acabamento molhado. A Dona Organica também oferece corretivos líquidos e stick em três tonalidades que se adaptam levemente à cor da pele. Os primeiros são mais hidratantes e os segundos mais sequinhos, ambos com cobertura média e acabamento natural. Além disso, traz bronzeadores, blushes, gloss, sombras (tem até preta!) e bases compactas. Os pós, disponíveis em diversas cores, possuem acabamento cintilante e são assados, o que garante mais leveza e um acabamento natural.

Instagram | Site

(Foto: Dona Organica/Reprodução)

E por hoje é isso! See you soon!

24/06/2017

Quebrei o retrovisor da vida, só consigo olhar pra frente


Eu sou uma dessas garotas que vai estar fazendo a (insira aqui um palavrão de sua preferência) que quiser fazer em 2017. Eu sou uma dessas garotas que notou que a vida acaba muito rápido, assim como a carreira da Edinéia Macedo como cantora no sucesso de Garota na Chuva. Talvez por isso me joguei por inteiro em diversas situações onde a água era muito mais rasa do que imaginei. A dúvida nunca me impediu de pular, assim como nunca me fez curar da cara quebrada mais rápido. 






Eu não sei totalmente para onde eu estou indo, mas isso nunca me impediu antes.

Caótico. Mas veja bem, você precisa do caos. A bagunça eventualmente nos ensina a observar melhor a vida, treina o olhar para procurar pistas de qual caminho seguir. Certamente você já ouviu falar sobre a teoria do caos, teoria essa, que se aplica em todos os instantes da sua vida. Pequenos acontecimentos mudam tudo e todos. Pequenos acontecimentos surpreendem se tornando pontos cruciais para qualquer grande mudança. 





Seja você, com muita coragem. 

Só assim essas mudanças farão sentido e te levarão para a direção que você quer seguir. E que seja para frente, que seja se sentindo indomável. É inevitável, no final do dia você precisa sentir algo, então por que não se sentir imbatível? Intocável? Invencível? 






Acorde cedo, beba café, seja ambicioso. Revise seus objetivos e defina suas prioridades. Vista-se bem, viva bem e trate bem as pessoas. Procure por respeito e não atenção. Respeito permanece. 





No look eu visto:
| Moletom de veludo azul: Carv Store | Óculos Bradley: Dogma Store | Camisa canelada amarela: Vintage | Bota: Moleca |  Meia: Lupo | 

Fotos por: Dener Ferreira


See you soon!