27/05/2017

Edição de Fotos Estilo Tumblr para o Instagram


Falar sobre edição de fotos por aqui parece ser sempre muito bem-vindo. Eu amo fotografia e ao longo do tempo aprendi a me expressar através das imagens, aprendi a mostrar quem é a Marieli, além de transformar tudo o que eu amo numa lembrança intacta. 
O pessoal lá do Instagram (já me segue por lá? É m_marieli), notou que de uns tempos para cá, eu mudei a forma como editava minhas fotos. Muito observadores, certo? Realmente isso aconteceu e hoje estou aqui para atualizá-los sobre como eu estou editando minhas imagens, ainda utilizando o app VSCO CAM, depois de receber muitos pedidos! 

Clica no play abaixo e vem bater um papo comigo rapidinho sobre esse assunto:


Beijos and see you soon!

22/05/2017

Quanto maior a tempestade, mais brilhante o arco-íris


A gente cresce e esquece como é fácil ser feliz. Não revira os olhos, por que é fácil, sim, ser feliz. Talvez você só tenha esquecido o real significado desse sentimento. Talvez só esteja perdido dentro da confusão de problemas e preocupações que tu armazena no teu dia. Só que presta atenção no que eu vou te dizer agora: ser feliz é um estado proveniente de uma consciência plenamente satisfeita e quem define o nível de satisfação da sua vida é você mesmo. 




Ás vezes, as coisas mais pequenas são as quais ocupam o maior espaço em nosso coração e a gente parece esquecer disso também. A gente acaba desvalorizando as pequenas experiências, talvez por vivermos num mundo onde, aparentemente, só as grandes vitórias existem. Só as grandes contas bancárias falam alto e quanto maior o seu smartphone, mais poder você tem. Por que a gente insiste em definir o grande como nosso único objetivo? Por que a gente nunca pode aceitar que existe alegria à nossa volta e que nós estamos fechando os olhos para isso?






Desde que a vida andou pegando bem pesado comigo, eu tive dois caminhos para optar: em um deles eu poderia enfrentar meus problemas e medos reclamando constantemente deles, fazendo com que tudo isso se tornasse um fardo pesado demais para carregar sozinha ou então eu poderia enfrentar a tempestade sendo o arco-íris da minha vida. Entretanto, falar é sempre mais fácil do que fazer, porém depois de muito tentar entender o que estava acontecendo comigo e a finalmente descobrir a pessoa que eu havia me tornado, procurei me entender e saber quais são as coisas que mais me traziam prazer, que me deixavam tranquila e comecei a praticá-las com mais frequência.



Pega aí agora mesmo papel e caneta, anota cinco coisas que te fazem bem, sejam elas pessoas, lugares, comidas ou coisas simples como ascender uma vela, ouvir uma música. Separa 15 minutos do teu dia e coloca isso em prática deixando teu coração e tua mente concentrados naquela experiência que você está tendo no momento. Esquece o mundo lá fora, esquece o telefone, esquece as mágoas. Seja só você, seja a pessoa que acredita no fim do arco-íris e que vai buscá-lo. 


Eu visto:

Calça alfaiataria e cropped listrado: Não Vivo Sem Store
Choker: Rebel Shop
Sapato: Inbox Shoes

Fotos: Dener Ferreira


 See you soon!

19/05/2017

3 documentários sobre moda sustentável


Me lembro como se fosse ontem a primeira vez que eu questionei meus métodos de consumo. Eu estava em uma das primeiras aulas da faculdade, com uma das professoras mais incríveis que já tive a oportunidade de conhecer, e ela apresentou um vídeo de 10 minutinhos que mudou minha vida. 
Após assistir, perplexa, procurei as etiquetas dentro das minhas roupas para identificar a procedência, relembrar a marca, saber a composição e desde então percebi que eu já não queria mais viver na ignorância de não saber nada sobre elas. 
Já faz dois anos que eu mudei minhas formas de consumo, passei um período de um ano sem comprar uma única peça de roupa e descobri que eu poderia ser muito feliz com tudo o que eu já tinha no armário. O melhor de tudo, é que eu não mudei apenas minha percepção sobre o mundo da moda, mas sim sobre o mundo de uma forma geral: primeiro questionei o que eu estava fazendo e agora ando me questionando sobre o que todos nós estamos fazendo ao planeta - e a nós mesmos. 
Decidi que eu quero trazer o máximo de informação e inspiração para mudança na vida das pessoas que leem meu blog e me seguem nas redes sociais. Eu quero ser muito mais do que alguém que você dá like nas fotos, eu quero ser a pessoa que impacta a sua vida de uma forma positiva, assim como vocês impactam a minha. Vocês são as pessoas que deram voz a Marieli. 


O objetivo de hoje é apresentar 3 documentários sobre moda e sustentabilidade que abordam esses assuntos de formas diferentes, entretanto uma complementando a outra. A ênfase desse post vai para o The Next Black
Esse documentário foi lançado em 2014, porém é de uma atualidade absurda. Ele aborda os caminhos que a moda tende a percorrer nos próximos anos juntamente com a participação, cada vez mais sólida, da tecnologia e das novas iniciativas.


Uma série de trabalhos de cientistas e designers são apresentados ao decorrer da narrativa e entre eles conhecemos o trabalho da Suzanne Lee, uma designer focada em futuras tecnologias. Ela usa um processo chamado de BioCouture, que pesquisa uma grande inovação no mundo da moda: ela usa uma composição de milhões de bactérias que crescem em banheiras de chá verde para produzir roupas. Eu sei, parece insano, mas é incrível! Essas bactérias geram "laminas" finas e de uma beleza impressionante, que se mostram resistes para a confecção de peças de vestuário. 


Outra ideia interessante é a do Studio XO, que já desenvolveu looks para a Lady Gaga! Eles projetam peças ligadas diretamente com a tecnologia da impressão 3D e uma nova forma de consumir os produtos: muito mais emocional e impressionante. 


As ideias são tantas e todas tão incríveis que eu realmente espero que isso possa inspirar vocês e mostrar que ainda há esperança para a indústria mais poluente do mundo: a da moda. Os novos tempos que estão por vir guardam grandes mudanças e novas ideias para nossas percepções de consumo e desde já a ideia de ver isso engatinhando me deixa animada! 

Você pode conferir o The Next Black em alta qualidade no YouTube e também conferir as dicas de mais dois documentários importantes sobre esse assunto clicando no play do vídeo abaixo! 


Por hoje é isso! Espero que tenham gostado das dicas! Beijos and see you soon!

15/05/2017

Oi, eu voltei


Se teve uma coisa que eu nunca entendi na minha vida era essa história de uma pausa para "descansar a imagem". Estava sempre lendo matérias em capas de revistas e jornais dizendo que fulano resolveu se afastar dos holofotes para respirar e repousar seu nome, porém como boa workaholic que sou, ficava pensando "ué, mas quanto mais trabalho, melhor é, certo?". Sim, é bom também, mas tirar um tempo para repensar quem você é e o que você anda fazendo é essencial para sua paz espiritual e seu bom senso na área de trabalhos e 2017 está me ensinando muito sobre isso. 

Esse bom senso do qual falei se refere ao fato de que eu sempre tento criar e entregar um conteúdo diferenciado para quem lê o blog. Entretanto com a correria de todo santo dia, você eventualmente liga um botão de "automático" dentro da sua cabeça, o qual te impede de perceber sua criação como um todo. A gente precisa inovar, renovar, mudar, sair do óbvio e buscar algo mais, porém é impossível fazer isso dentro da rotina. 

"As pessoas seguem a correnteza, obedecendo às suas rotinas diárias e antecipadamente resignadas diante da impossibilidade de mudá-la, e acima de tudo convencidas da irrelevância 
e ineficácia de suas ações ou de sua recusa em agir." - Zygmunt Bauman






Dentro dessa pausa que fiz, eu mudei muito. Amadureci, principalmente na hora de entregar conteúdo para vocês, mas amadureci meu visual também. Acho que mudanças internas acabam refletindo no nosso externo. 
Cortei franjão, mudei o estilo, as palavras e a forma de apresentar minhas ideias para vocês e para o mundo. Sim, o mundo. Aqui a gente pensa grande, percorre longos caminhos, busca objetivos, realiza planos e sonha 24 horas por dia, 7 dias por semana. Aqui a persistência fala alto. 










Eu volto com mais certeza de tudo, mesmo não sabendo nada sobre o dia de amanhã. Não seria essa a graça da vida? Convenhamos que as surpresas podem ser o maior combustível para acender nossa criatividade e a vontade de seguir em frente. A gente só vive o dia de amanhã, por que é curioso para descobrir o que vai acontecer. 
Curiosidade nunca me faltou. 



Eu visto:

Jaqueta: Vintage | Saia Midi: Renner | Blusa Veludo Preto: Audiovisual na Zattini | Sapato: Inbox Shoes 

Fotos: Dener Ferreira 



 E é nessa vibe Bauman que eu deixo uma última citação para refletirmos:

O que aprendemos com a amarga experiência é que essa situação de ter sido abandonado à própria sorte, sem ter com quem contar quando necessário, quem nos console e nos dê a mão, é terrível e assustadora. Mas nunca se está mais só e abandonado do que quando 
se luta para ter a certeza de que agora existe de fato alguém com quem se pode contar, 
amanhã e depois, para fazer tudo isso se - quando - a roda da fortuna
 começar a girar em outra direção. - Zygmunt Bauman


See you soon!

14/03/2017

Mitos e Verdades Sobre a Faculdade de Moda

Foto: Petiscos

Entrar na faculdade é um momento bem importante das nossas vidas. É claro que não é exatamente um momento só de coisas boas, por que é tudo novo, tudo diferente e é bem normal ficar confuso e cheio de dúvidas antes de escolher o seu curso ou até mesmo no primeiro dia de aula. Para auxiliar quem ainda está na dúvida do que fazer ou tem a certeza do caminho que quer, porém quer descobrir mais sobre ele, gravei um vídeo falando sobre as principais dúvidas que vejo em quem está se preparando para o vestibular do curso de Moda! 

Lembrando que eu estou matriculada no curso de Moda, que tem algumas diferenças do Design de Moda. Moda é direcionado ao estudo científico, se especializando em iniciação científica. O profissional estará preparado para ministrar aulas e também atuar em departamento de estilo, marketing, pesquisa de tendência, comportamento e assim por diante. Já o Design de Moda, o profissional é incitado a ter um olhar mais prático, principalmente ao desenvolver produtos: a reflexão do curso é pensar, criar e desenvolver produtos que são adaptáveis ao mercado.

Clica no play abaixo e vem bater esse papo comigo: 


Espero que tenham gostado do vídeo! Qualquer coisa, estarei sempre à disposição para responder! Beijos and see you soon!